Make your own free website on Tripod.com

DISCUS Scatimba

disfilho.jpg

REPRODUÇÃO
Acarás-disco são complicados em sua reprodução, são muito exigentes quanto aos parceiros, gostam de ter muita escolha, geralmente, são fiéis.

Sua maturidade sexual é alcançada com 1 ano de idade em fêmeas e 6 meses mais tarde nos machos. São reprodutivos durante 4 anos, depois deste tempo, irão se reproduzir muito pouco ou não irão se reproduzir mais.

É perda de tempo, achar que tendo uma fêmea e um macho, teremos um casal, pois, os peixes se escolhem, assim, como os humanos.
REPRODUÇÃO: MACHOS E FÊMEAS
A diferenciação entre machos e fêmeas, em acarás-disco, é bem complicada de se afirmar com certeza (existem criadores, que costumam pegar os peixes na mão e apertar seus órgãos reprodutores, para ver o ovopositor, mas, é muito arriscado e causa um stress agudo no peixe, para quem não sabe muito bem o que está fazendo. Não recomendo).

Com cerca de 10 cm, medidos da boca ao final da cauda, dá para começar à dar palpite sobre seu sexo. Mas, a certeza absoluta, teremos, na formação de um casal, que vinga filhotes, o simples fato de desova, não quer dizer nada (pode não ter formado um casal, pois, o macho pode não ter fecundado ou podem ser duas fêmeas botando ovos).

DIFERENÇAS:

A Fêmea, tem face e olhos delicados, suaves. Já o macho, tem olhar e “feição” mais agressiva. O macho costuma ter um pequeno “calombo” em sua testa e a fêmea tem a testa sem apresentação de irregularidades (olhados de perfil).

Alguns machos possuem LONG FIN, mas, temos casos, de fêmeas que também apresentam LONG FIN.

As nadadeiras peitorais dos machos são mais compridas do que as das fêmeas. As fêmeas são menores que os machos (analisando peixes de uma mesma ninhada. Muitas pessoas, só compram os peixes maiores de um aquário, com certeza, estarão levando todos machos em sua maioria).

O macho é mais agressivo, ao comer, a bater nos outros acarás-disco, para demonstrar que o território é dele, e ele é o macho dominante. Ao retirar um macho de um aquário com uma rede, este se debate mais e é mais rápido ao escapar, a fêmea é mais “graciosa”, se debate menos e mais lenta, ao tentar escapar.

São diferenças sutis, mas, com a observação, paciência e comportamento dos peixes no aquário, com certeza, você saberá quem é macho ou fêmea.
MACHOS E FÊMEAS
Os machos sempre são mais agressivos e melhores babás do que as fêmeas, em matéria de cuidados com filhotes !!!

Acima casal de Tropical Sunset e Blue diamond, abaixo casais de Pigeon Panda e Cobalt Blue.

* Esta forma de identificar machos e fêmeas, tem suas exceções e podem haver machos com características de fêmea e vice-versa.
FORMAÇÃO DE CASAIS
Para formação de casal, muitos pensam, que devem comprar apenas muitos peixes de uma mesma variante. Mas, formando casais de variantes diferentes, você terá filhotes das duas variantes (Exemplo: macho Red Turqueza e fêmea Blue Diamond, é bem provável que, você terá filhotes das duas variantes. Quando um dos pais, forem da cor vermelha, exemplo: Macho Cobalt Blue e fêmea Tropical Sunset, é bem provável que você terá todos os filhotes de Tropical Sunset, pois, a coloração vermelha é dominante).

O que não recomendo, são misturas do tipo: Casal Pigeon Blood com Red Malboro (a grande maioria dos filhotes nacionais, encontrados no mercado, de Red Malboro, para vergonha do aquarismo nacional, são frutos desta mistura). Com um casal deste tipo, você só saberá quem é Pigeon Blood e quem é Red Malboro, quando os filhotes ficarem adultos. E muitas pessoas, vendem todos os filhotes como Red Malboro (algumas pessoas dão sorte e outras não, as que não tiverem sorte, vão ter um “Red Malboro” laranja !!!).

Misturas com red turqueza, blue turqueza, blue turqueza estriado, red coral, red new eagle, blue e red snake skin, solid blue turqueza e cobalt blue, também não são recomendáveis para criadores principiantes, pois, não saberão diferenciar entre os filhotes, suas respectivas variantes.

Assim como, mistura entre Pigeons, são arriscadas: Pigeon Blood, red pigeon, pigeon comum, pigeon panda, pigeon pearl e golden canário.

E entre os vermelhos, Red Malboro, Red Melon, Tropical Sunset e etc.
AQUÁRIO DE FORMAÇÃO DE CASAIS
Sendo assim, o que recomendo, para formação de casal, é no mínimo 6 e no máximo 10 peixes (da mesma variante ou variantes diferente*) em um aquário comunitário, com ótimo sistema de filtragem e termostato, aquário sem substrato de fundo e com cones, tubos de PVC, Telhas, espalhados pelo aquário, para escolha do local onde os peixes vão escolher para desova.

Este aquário deve reservar 30 litros de água para cada disco dentro do aquário. E depois destas medidas, com peixes com mais de um ano e meio de idade, OBSERVÁ-LOS.

Quando se forma um casal, estes apresentam um belo ritual, nadam sempre juntos, tremem um em frente ao outro, limpam o local de desova juntos e atacam qualquer peixe que ousar se aproximar do local onde pretendem desovar.
DESOVA
OCORRENDO DESOVA:

É importante, que você identifique, muito bem o casal e retire todos os outros peixes do aquário, sem estressar o casal (faça o possível). Aguarde alguns dias e veja a reação do possível casal e a coloração dos ovos. Ou retire o casal e o cone, colocando-os em aquário separado.

Se os pais comerem os ovos, aguarde mais quatro desovas, se caso, continuarem a comer os ovos, nestas outras quatro oportunidades, descarte o casal. É possível que o casal, seja apenas inexperiente, por este motivo, as quatro oportunidades.

Os ovos que ficarem brancos, são ovos não fertilizados pelo macho ou que fungaram, o que é perfeitamente normal. Os ovos ficam de coloração vermelha, passando à coloração preta próximo da data de nascimento, que geralmente demorará de dois a três dias, dependendo da temperatura da água, com água mais quente os peixes nascerão mais rápido.

No dia do nascimento, os ovos apresentarão caudas e nadarão ainda presos no cone, com alguns dias vão começar à nadar livremente pelo aquário e posteriormente os pais, os recolherão com a boca e cauda, para perto deles.

O casal, ficará com coloração mais escura e os filhotes se alimentarão deste muco escuro dos pais em seus 15 primeiros dias. O máximo de tempo que filhotes poderão ficar com seus pais, é até 30 dias do seu nascimento ou quando ocorrer de desovarem novamente.
ALEVINOS
Alevinos alimentam-se de artêmias recém-eclodidas, por um bom tempo.

Alevinos crescerão cerca de 1 cm ao mês, alguns mais outros menos, dependendo da alimentação e condições da água. Quando passarem dos 3 centímetros, acabará a fase crítica e dificilmente irão morrer.

* Criadores experientes, tiram cerca de 80% de filhotes, dentre os que nasceram de uma boa variante. Variantes mais delicadas, como o Blue Diamond, criadores experientes, chegam à tirar com sorte de 50% a 40 % de filhotes, dentre os que nasceram. Um criador inexperiente, consegue salvar de 5 a no máximo 10 filhotes, dentre 100 que nasceram, depois de 5 meses do nascimento.

Adicione um medicamento anti-fungo, para os alevinos, ainda com os pais.

Home | Peixes compativeis | Galeria | ÁGUA | REPRODUÇÃO | Contact Me | New Page Title

.

.

.

.

.

.


If I'm a member of a pets webring, I'll include the banner links here.